IML - Instituto dos Mares da Lusofonia

IML
Cerimónia de flutuação do projecto C008, futuro NRP "Sines"

nrp sinesred

Um dos momentos mais importantes na vida de um navio é a cerimónia em que realmente a construção toca na água, a sua cerimónia de flutuação. O projecto C008, que num futuro próximo será baptizado com o nome de uma das cidades ribeirinhas, NRP “SINES”, foi apresentado a flutuar numa cerimónia que contou com a Banda da Armada.

Os estaleiros de Viana do Castelo, onde o navio está a ser construído, prepararam-se assim para receber um conjunto de entidades para que pudessem testemunhar o sucesso de um programa conduzido em consórcio “Westsea – EDISOFT” e que apresenta uma característica muito positiva na edificação de capacidades, pois  “o projecto encontra-se em tempo e dentro do orçamento”.               

Esta cerimónia foi também representativa pela importância que a edificação de capacidades representa para a Marinha Portuguesa, e não foi por isso alheio a presença das mais altas patentes da Armada. Mas foi também claro por parte da tutela que este projecto é transversal, e por isso foi interessante constatar a presença para além do Ministro da Defesa e do Secretário de Estado da Defesa, também da Ministra do Mar, que fez questão em estar presente e afirmar a importância destes meios na fiscalização dos espaços marítimos sob responsabilidade nacional, consequência da responsabilização acrescida que a extensão da Plataforma Continental traz para Portugal.

Estamos perante a edificação de capacidades de duplo uso, uma afirmação da característica intrínseca da Marinha Portuguesa. No entanto não se pode descurar que a Defesa e o desempenho das tarefas deduzidas não são possíveis sem “capacidades” e que não há capacidades sem “investimento”.

                Apesar da indústria nacional ter vencido esta batalha, com uma “prova de mar”, comprovando o seu valor na economia de defesa e afirmando-se como uma indústria credível na edificação de capacidades navais no âmbito militar, continua a faltar o investimento.
 

APOIANTES do IV CONGRESSO - 2016

 

 

"...desenvolverá um conjunto de iniciativas e actividades - seminários e conferências relativas ao Mar e à Lusofonia..."


O Instituto dos Mares da Lusofonia tem por missão estimular e intensificar a forma como os Países Lusófonos se posicionam individualmente e interagem entre si nas questões relacionadas com os oceanos.

Esta iniciativa visa contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos relativos ao uso dos espaços marítimos, bem como encontrar áreas comuns de cooperação, que potenciem o desenvolvimento das economias do mar nos diversos países de expressão portuguesa, procurando, desta forma, ir também ao encontro do espírito e objectivos definidos pela Comunidade de Países de Língua Portuguesa - CPLP.